29 dezembro, 2014

De como um lago esconde um universo

Livro - O Oceano no Fim do Caminho (The Ocean at the End of the Lane)
Autor - Neil Gaiman (Tradução - Renata Pettengill)
Editora - Intríseca - 205 pgs

Um homem de meia-idade volta para um funeral no local onde passou a infância, e esse retorno traz lembranças há muito esquecidas. Quarenta anos antes, um suicídio desencadeia acontecimentos inimagináveis, na mesma época ele conheceu Lettie Hempstock, uma garotinha de 11 anos, que promete protegê-lo sempre. 

É uma história fantástica, porém também encontramos elementos de terror, mas sempre permeados pela amizade e proteção que Lettie tem pelo garotinho (que é o homem de meia-idade e não tem nome). 

O garotinho lê muitos livros, e em vários momentos durante a narrativa é possível encontrar referências deles. Isso nos leva a questionar se os acontecimentos narrados são reais, ou se acontecem apenas na imaginação dele.

A narrativa é deliciosa, em várias passagens é impossível não se identificar com situações pelas quais os personagens passam, e reviver momentos da própria infância. 

"Não sinto saudade da infância, mas sinto falta da forma como eu encontrava prazer em coisas pequenas, mesmo quando coisas maiores desmoronavam." (página 169)

A edição é bem bacana, as páginas são amarelas, as capas tem orelhas, a diagramação é muito boa. Encontrei alguns errinhos de revisão, mas nada que influencie no  ritmo da leitura. 

Em resumo: é um livro muito, mas muito bacana mesmo. Leia e ao mesmo tempo tente fazer uma relação com sua própria infância,  impossível não se lembrar do pequeno leitor (a) que você era.

Valor - o preço do livro varia de R$ 12,22 a R$ 24,90 em pesquisa realizada no dia 29.12.2014. 

16 dezembro, 2014

#VAIserÉPICO, ops... #FOIÉPICO



As Comics existem desde meados de 1970, a mais famosa de todas é de San Diego que atrai cada vez mais pessoas. 

De uns anos pra cá, os quadrinistas e seus fãs vem ganhando espaço aqui no Brasil também, e nada melhor para demonstrar isso do que organizar uma Comic por aqui também.

E foi o que pessoal do Omelete fez. O evento foi realizado entre os dias 04 a 07.12.2014 no Centro de Exposições Imigrantes.

Eu estive lá no dia 07.12.2014, então vamos ao que interessa, o que eu achei disso tudo.

Action figures
  • Espaço - eu já conhecia o local utilizado pro evento, é bem grande, bem localizado, fácil acesso pelo metrô Jabaquara ou pela Rodovia dos Imigrantes. quem foi de carro tinha a opção de estacionamento dentro do evento, já quem optou por transporte público tinha uma van gratuita saindo de uma rua próxima ao metrô. Dentro do evento os corredores eram largos, tinha acesso a cadeirantes, e a visualização dos estandes estava muito boa;
  • Preços - os ingressos foram colocados à venda bem antes do evento. Quem comprou no primeiro lote conseguiu um preço melhor, nos dias do evento os preços variavam de R$ 69,90 a R$ 200,00. Um diferencial que achei muito bacana foi o "ingresso social", onde quem doasse um livro em bom estado tinha direito a pagar meia entrada, ponto pra eles. Tinham inúmeros estandes de alimentação, desde o clássico arroz e feijão, até doces de encher os olhos. Os valores variavam bastante, mas era possível comer sem gastar horrores. Porém, em mais um evento o preço da água estava absurdo, R$ 5,00 a garrafa. No dia que fui, estava um calor terrível, dentro e fora do evento, lá pelo meio da tarde as filas nos bebedouros, que eram pouquíssimos, estavam enormes. E pasmem, alguns desistiram das filas e foram encher as garrafinhas nos banheiros. Entendo que todos precisam ter retorno do investimento, mas água é primordial. No mínimo mais bebedouros;
  • Informações - parabéns para todos que estavam trabalhando por lá, simpáticos e atenciosos. Já na entrada, recebíamos um jornalzinho com todas as informações necessárias, e cá entre nós, muito bem feito, bonito, fácil de entender.

Quem foi pra lá acreditando que iria encontrar inúmeros descontos e preços super convidativos, se deu mal. Não vi grandes descontos, nem promoções. Tinham poucos estandes de editoras, e eram pequenos, com exceção da Editora Aleph que estava impecável, e da Leya que era muito bacana também. Os dois trouxeram vários escritores, com destaque pro Timoothy Zahn, escritor da trilogia "Star Wars - Thrawn" lançado pela Aleph, que é a simpatia em pessoa e ficou por lá todos os dias. Na Leya encontrei o Enéias Tavares, ganhador do concurso do selo Fantasy, e claro não perdi a oportunidade de garantir meu autógrafo.

Timothy Zahn
Enéias Tavares
Alex DeLarge do Laranja Mecânica no estande da Aleph
Princesa Leia e R2D2
O Artist Alley reuniu nada menos do que 218 quadrinhistas entre nacionais e internacionais (mais do que a San Diego Comic Con deste ano).  E isso, pra mim, foi a parte mais bacana do evento, poder chegar perto, conversar com seu artista preferido e conhecer tantos outros que estão começando. 

Artist Alley

Sem contar os painéis, o greet & meet como Jason Momoa, Sean Austin, Rebeca Mader, Senhor Barriga entre outros, cosplayers pra todos os gostos, action figures de babar, eventos pipocando o tempo todo em todos os lugares e a tão aguarda pré-estreia do "O Hobbit".

Cosplayers
Em resumo, não é um evento barato, porém se você é fã de quadrinhos e do mundo "nerd" vale cada centavo. Os organizadores estão de parabéns, tirando uma coisinha aqui ou outra ali, o evento foi impecável, melhor dizendo épico.

02 dezembro, 2014

Parceria com a autora Raquel Machedo

Raquel Macedo

Raquel Machado é gaúcha, criativa, perfeccionista e persistente desde sempre. Formada em Ciências da Computação, mas na verdade é uma apaixonada pelas artes. Já se enveredou pelos caminhos do teatro, coral e dança. Ama ler e escreve desde criança, e em 2014 publicou seu primeiro livro "Vingança Mortal".

Bem-vinda ao mundo dos escritores, e que esse seja o primeiro de muitos.


"Um grupo de amigos, um assassinato e um mistério que revelará mais do que você imagina."

Vingança Mortal
Vingança Mortal

Ao receber uma ligação sobre a morte de sua melhor amiga, Brenda volta a sua cidade natal, Lageado Grande. Lá ela vai ao velório de Nicole, onde encontra seu rosto marcado por facas. Uma dúvida surge: será que realmente foi um acidente como todos falam?
Ao voltar para casa algumas pistas aparecem, e Brenda fica obstinada a investigar a morte de Nicole. Ela decide então voltar as suas raízes. Porém, o tempo parece ter mudado muitas coisas, inclusive as pessoas que ela imaginava conhecer.
Envolvida em uma rede de intrigas, dinheiro, drogas e traição, ela se vê prestes a montar um quebra-cabeça, onde cada peça parece se encaixar com extrema exatidão. E a solução para esse mistério, pode revelar um segredo escondido há muito tempo.


Mais uma vez, muito feliz e grata pela confiança depositada no meu trabalho. Ansiosa, como sempre, pela leitura. 



30 novembro, 2014

Tinha uma ametista no meio do caminho

Livro - Marcada a Fogo - 1º volume da saga Os Qu4tro Elementos
Autora - Josy Stoque
Editora - Independente - 220 pgs

Tamires é uma linda e atraente mulher de 30 anos, casada com Gustavo e com um bela filhinha, Sofia. À primeira vista sua vida é perfeita. Porém, nada é o que parece ser, e existe um mistério que a ronda desde a infância, e a única ligação que ela tem com seu passado é uma pedra ametista.

Ela é assombrada por pesadelos terríveis relacionados ao abandono que sofreu na infância. Durante uma noite chuvosa um desses pesadelos a leva até as Cataratas do Iguaçu, onde sofre um terrível acidente. A partir daí ela começa a questionar mais ainda as suas origens: "quem eram seus pais? Por que a abandonaram e nunca mais voltaram?".

Coincidência ou não, logo após o acidente de Tamires, irá acontecer um alinhamento de planetas que pode mudar tudo, e trazer à tona todos os segredos até então escondidos. Nada é mais o que parece ser, ela descobre que tem poderes inexplicáveis, e o até então, marido apaixonado, se mostra um homem possessivo e agressivo.

Temos muitos outros personagens: a amiga Carolina Silva que vive um amor platônico pelo cunhado Alexandre, os astrônomos Pedro Tosquini e Fernando, Marcel e Suzane que tem um importância crucial no decorrer da história. Todos desenvolvem importante papel na narrativa. Como é o primeiro livro de uma série, existem pontas soltas e os personagens, apesar de bem trabalhados, deixam a impressão de que falta alguma coisa.

Mas a narrativa é muito envolvente, a história é contada sobre diferentes pontos de vista, todos os personagens tem voz em algum momento. Isso torna a leitura muito fluida e nos faz "roer as unhas" querendo saber o que vem depois. Ah, sem esquecer de mencionar a capa, que é uma das mais lindas que já vi.

Eu li o livro num app da Kindle pra smartphone, e gostei muito da experiência. Apesar de ser uma tela de 4 polegadas, não tive problema nenhum, pois é possível aumentar o tamanho da fonte e cor de fundo.

Em resumo gostei muito do livro, e pretendo logo ler a continuação.


Valor - o preço do livro físico é de R$ 35,00 na Livraria Cultura  e a edição em e-book é de R$ 5,99 no site da Amazon  em pesquisa realizada no dia 30/11/2014.

Bem-vindo ao Bates Motel

Livro - Psicose (Psycho)
Autor - Robert Bloch (Tradução - Anabela Paiva)
Editora - DarkSide Books - 237 pgs

Esse livro deu origem ao filme de mesmo nome, dirigido pelo aclamado diretor Alfred Hitchcock.

Norman Bates é um homem atormentado pela mãe excessivamente controladora. Eles moram num casarão no alto de uma colina e logo abaixo fica o motel que ele gerencia. Nos últimos tempos, devido a uma reforma numa estrada próxima, o motel tem pouco movimento, o que deixa Norman com algum tempo livre para desfrutar de seus hobbies um tanto exóticos.

De outro lado temos Mary Crane, uma mulher na faixa dos seus 20 e tantos anos, que trabalha em uma corretora de seguros. Certo dia, ela fica responsável por fazer um depósito no banco pra um cliente, no valor de 40 mil dólares, porém decide roubar esse dinheiro. Na fuga, em meio a uma chuva torrencial e inúmeros questionamentos de como explicar o surgimento desse dinheiro pro seu namorado e irmã, acaba parando em frente ao Bates Motel.

Esse encontro é o estopim para os próximos acontecimentos.

A relação de Bates com sua mãe, que mais parece ser uma entidade onipresente e onisciente, é muito bem explorada, as descrições dos personagens é rica em detalhes. O suspense é mantido no decorrer de toda a história. Mesmo tendo assistido o filme antes, e sabendo o que vai acontecer, é quase impossível não se surpreender com os acontecimentos que culminam com um final magistral.


Duas informações que me chamaram a atenção foram: a de que Hitchcock comprou 3 mil exemplares do livro que estavam disponíveis, e os trancafiou em um galpão próximo de sua casa, evitando assim que as pessoas soubessem o final e não fossem surpreendidas com o filme. Outra "curiosidade" é que o livro foi baseado na história de Ed Gein, um psicopata da década de 1950.


Quanto à edição o livro é perfeito. Diagramação, ilustrações, qualidade do papel utilizado no miolo, orelhas das capas maiores que as encontras em outros livros e ainda vem com um aviso de porta da série  "Bates Motel".


Mesmo que você já tenho assistido ao filme, leia o livro! E sim, está no imperativo. Porque é uma ordem, é leitura obrigatória pra quem gosta do gênero, e diria até pra quem tem um "pé atrás" também. A riqueza de detalhes e o suspense que nos envolvem durante o decorrer da narrativa valem cada minuto.

Valor - o preço do livro* varia de R$ 25,94 a R$ 39,90 em pesquisa realizada no dia 30/11/2014. 


*Esse valor é referente ao livro com capa brochura.

12 novembro, 2014

Valente sendo VALENTE

Livro - Valente para o que Der e Vier
Autor - Vitor Cafaggi
Editora - Panini Comics - 121 pgs

Esse é o 4º volume da série, então contém spoilers.

Como nas edições anteriores, esse volume começa com um prequel que situa o leitor no momento atual da narrativa.

Primeiro semestre da faculdade chegando ao fim, quase ex-namorada voltando de viagem, futura, talvez quem sabe nova garota na área, jogos de rpg, churrascos e mais churrascos. É assim que caminha a vida de Valente nesse momento.

Durante a viagem de Princesa, ele conhece Luna, uma garota mega ocupada, mega popular mas que o apelida de "Rocky"*. Pronto, era o necessário pra arrebatar o coração do nosso mocinho. Aí lá vamos nós mais uma vez, Valente procurando no amor a sorte que lhe faltou no jogo, mas "sem elevar as expectativas e mantendo sempre os pés no chão" (pg. 17).


Seguindo o padrão dos anteriores, aqui também encontramos referências a filmes, seriados e músicas. É impossível ficar indiferente a essa história, porque no fim das contas ela representa um pouco de cada um de nós. Todos já passamos por situações parecidas, senão idênticas às narradas nessa aventura. Mas todos esses medos, tropeços, anseios, ilusões e desilusões é regado a muito humor e excelentes sacadas.


Sem dúvidas, é uma leitura obrigatória pra qualquer pessoa. Ah, e é pra ser lida e relida prestando atenção nos detalhes das ilustrações, muitas vezes elas dizem mais que as palavras.

*referência ao personagem Rocky Balboa do filme "Rocky, um Lutador".

Valor - o preço varia de R$ 9,70 a R$ 14,90 (pesquisa realizada no dia 12.11.2014).

31 outubro, 2014

Entre agulhas, linhas e quem sabe, algum susto

Livro - Histórias Mal-Assombradas de Portugal e Espanha - Livro 5 da Série Contos para Não Dormir)
Autor - Adriano Messias
Editora - Biruta - 188 pgs
Ilustrações - Alexandre Teles

Quem conta essa história é André Villas Boas, um carinha na faixa dos seus 20 anos, que vai passar alguns dias na casa da família, no interior de Minas Gerais. Sítio Veredas, esse é o local. Lugarzinho repleto de mistérios onde vivem as três tias dele:  Clara, Alva e Branca, que tricotam o dia inteiro, vivem emaranhadas em linhas, mas as peças são, digamos, meio estranhas.

A partir da chegada dele nesse sítio, conhecemos várias histórias mal-assombradas da Espanha e Portugal, André sempre é o narrador de todos os acontecimentos.

A narrativa é bem leve e descontraída, o narrador conversa com o leitor como se ele fosse um amigo próximo. Porém, as histórias desse livro me lembram mais contos de fadas. São relatos da época da invasão moura, sendo assim, as bruxas, ou "seres do mal" levam os traços desse povo. O livro é pequeno (18cm x 13,5cm) estilo pocket, a diagramação é boa, as páginas são brancas e não tem orelhas.



É um livrinho curto, com linguagem super fácil, mas que não mete medo nem em criancinha. Porém, vale como diversão e principalmente, pra conhecer um pouquinho mais sobre a história dos nossos colonizadores. Sem esquecer as ilustrações, que são bem bacanas, e algumas um tiquinho perturbadoras.


Valor - o preço do livro varia de R$ 24,48a R$ 34,00 (pesquisado em 31/10/2014). 

Segure a cabeça

Livro - A Lenda do Cavaleiro sem Cabeça (The Legend of Sleepy Hollow)
Autor - Washington Irving (Tradução - Santiago Nazarian)
Editora - Leya (Selo - Barba Negra) - 69 pgs
Ilustrações - Walter Pax

A história se passa em Sleepy Hollow, uma cidadezinha pitoresca e repleta de lendas, superstições e locais assombrados. Alguns chegam a dizer que a cidade é enfeitiçada, pois os moradores parecem viver num eterno devaneio. E é nesse ambiente que chega o professor Ichabod Crane, um crédulo por natureza.

Em meio a aulas, histórias contadas à beira da fogueira, e a tentativa de conquistar o amor da filha de um rico fazendeiro, a vida segue. Até que um dia, após uma festa, Ichabod tem um encontro assustador com o Cavaleiro sem Cabeça.

Essa, é uma lenda norte americana sobre um soldado que tem a cabeça arrancada por uma bala de canhão durante uma das batalhas da Guerra da Independência. O seu fantasma é visto ocasionalmente cavalgando por aí em busca do membro perdido.


A narrativa do livro é muito boa, mas a história é rasa. Apesar do ambiente sombrio pro qual somos levados no decorrer da leitura, em nenhum momento a história é realmente assustadora. A edição é primorosa contando com diversas ilustrações, e essas sim são assustadoras, capa com orelhas, páginas amarelas, diagramação excelente.


Vale a leitura? Claro, mas tenha em mente que não é um livro de terror, mas sim uma lenda bem contada.


Valor - o preço varia de R$ 17,00 a R$ 28,90 (segundo pesquisa feita em 31/10/2014). 

29 outubro, 2014

Delicadas e fatais

Livro - Flores Mortais
Autora - Giulia Moon
Editora - Giz Editorial - 218 pgs

O livro traz 7 contos vampirescos que já haviam sido publicados anteriormente, sendo que em um desses foram acrescentados capítulos inéditos. E tb traz a primeira parte do 1º crossover da literatura vampírica brasileira, unindo Kaori da Giulia Moon e Luar de Kizzy Ysatis.

O detalhe talvez mais importante, é que todos protagonistas são mulheres. Isso mesmo, mulheres vampiras. E isso é um diferencial muito peculiar, pois entre sombras e crueldade, é possível identificar aspectos do universo feminino, como: fragilidade, sedução, paixão.

Cada uma delas te faz transitar em diversos ambientes. Temos a vampira que passa as noites em bares, ouvindo o bom e velho rock n' roll enquanto escolhe a próxima vítima; a delicada e egoísta dama de séculos passados que promove festas em sua mansão, regadas a notas tocadas ao piano pelo próprio Chopin. A "socialite", que mora em Nova Iorque e tem um mordono humano; a prisioneira de um circo de horrores; a vampira caçadora de vampiros; a sedutora vampira nipônica; o encontro de vampiros de escritores diferentes e até uma vampira tida como santa.

Vamos à parte gráfica. Diagramação perfeita, capa com orelhas, e diga-se de passagem, que capa linda, e folhas amarelas. Os contos se iniciam com uma página negra, com uma rosa e o nome do conto ao centro em branco. Na parte de trás dessa página tem uma ilustração da própria Giulia Moon.

 
No final do livro tem um histórico que informa onde cada conto foi publicado antes.

Obra perfeita pra quem curte o gênero, mas cuidado com o pescocinho.

Valor - O preço varia de R$ 22,43 até R$ 27,45 (pesquisa feita no dia 29/10/2014).

27 outubro, 2014

O corvo, o gato e o Mestre

Livro - Edgar Allan Poe - O Mago do Terror
Autor - Jeanette Rozsas
Editora - Melhoramentos - 271 pgs

O livro nos conta de forma romanceada a história de Edgar Allan Poe. O seu nascimento, a perda de sua mãe muito cedo, a adoção pela família Allan, os primeiros amores, primeiros escritos, mudanças e mais mudanças, decepções, bebidas, mais decepções e a morte. Poe teve uma vida muito curta, morreu aos 40 anos, mas extremamente conturbada e repleta de mistérios.

Vamos à obra. Como um romance eu realmente gostei muito. A narrativa é muito fluida e nos prende do início ao fim. Cada início de capítulo, traz imagens da época que retratam lugares ou pessoas que serão citados nas páginas seguintes. Também conta com um trecho de alguma obra dele, e nos situa no tempo, indicando os anos aos quais aquele capítulo pertence.

Como biografia também gostei muito, pois a autora teve o cuidado de buscar diversas fontes pra descrever de maneira o mais fiel possível os fatos narrados.

Porém não gostei muito da mistura, pois pra que isso acontecesse foi necessário usar diálogos e deduzir sentimentos, e isso não me agradou, pois é quase impossível ter certeza da existência ou não dessas cenas.


Graficamente a obra é muito bacana. A capa é linda, quando totalmente aberta mostra Poe, corvos e um gato, que remetem a obras de sua autoria. A diagramação é excelente. Tem diversas imagens dele, dos familiares, das primeiras edições de suas obras, lugares onde morou e de seu túmulo. No fim do livro tem várias imagens de filmes baseados em suas obras, textos sobre a influência dos seus personagens e estilo de literatura em outras obras, e o que a autora chama de "Aperitivo", onde traz um trechinho das obras mais conhecidas dele. Pra finalizar tem o poema considerado sua obra-prima "O Corvo" na versão original, em inglês, e nas traduções de Fernando Pessoa e Machado de Assis. O livro também traz toda a bibliografia usada pra pesquisa e indicação de sites especializados na vida e obra do mago do terror.


Em resumo: pra quem não conhece Poe, esse livro é um excelente início. Pois a leitura é leve, agradável e os fatos históricos são fieis. Pra quem conhece, também é muito interessante, exatamente por mostrar sob um ótica diferente a vida desse autor incrível.


Valor - o preço do livro varia R$ 26,27 a R$ 42,00 (em pesquisa feita no dia 27/10/2014).

08 outubro, 2014

E apita o árbitro

Livro - Imagine Zumbis na Copa
Autores - Felipe Castilho (roteiro) e Tainan Rocha (arte)
Editora - Gibiz

Imagine Zumbis na Copa é a 1ª HQ do selo Gibiz da Giz Editorial. E começou muito bem diga-se de passagem. A edição é bem caprichada, as folhas são em papel couche, a capa e contracapas tem orelhas e  tem ilustrações na parte interna das mesmas.

A HQ é dividida em 4 partes: Haiti em 1988; o grande terremoto em 2010, a Copa do Brasil em 2014 e o epílogo. Cada uma dessas partes é distinta das outras, além do contexto, pelos traços e uso das cores.

Tudo começa quando conhecemos Renê, um garotinho haitiano que mesmo diante de inúmeras adversidade  consegue se tornar árbitro de futebol E isso o leva, anos mais tarde, a ser escalado como juiz na Copa do Brasil.

Diante de uma proposta no mínimo indecente, Renê se vê em uma situação onde tem a possibilidade de ajudar a família  tornando-se desonesto, ou deixando o "bem estar" da família de lado, mas mantendo a integridade.

E agora Renê?

E é chegado o grande dia. Depois de anos de preparação, todos estão ansiosos pela grande final da Copa do Brasil, e lá está Renê, árbitro do jogo final. Porém, nas véspera desse jogo, o melhor atleta de uma das equipes decide se divertir fora da concentração. E nhac, ele é mordido. Pronto, o espetáculo está armado. Final de Copa, um jogo possivelmente comprado e um zumbi em campo.

 

IZnaCopa me surpreendeu. Pelo título, imaginava que fosse uma galhofa, mas estava enganada. Ela é uma HQ contundente, que toca fundo na ferida quando usa a paixão nacional pelo futebol pra expor o fantasma do "jeitinho brasileiro". E como em outras histórias de zumbis, o foco aqui não é o surgimento ou a possível cura para o mal, mas sim as relações humanas que ocorrem diante desse fato.



É uma HQ curta, mas é impossível ficar indiferente após o término da leitura.

Excelente roteiro, ilustrações fortes, projeto gráfico impecável.


Só uma dica: LEIA!

Valor - o preço varia de R$ 22,13 a R$ 29,90 (em 08/10/2014).

01 outubro, 2014

"Mês das Bruxas"


Outubro chegou e com ele o "Mês das Bruxas" no canal.

Trick or treat? O que você escolhe?

Esse mês será dedicado a leituras, tags e várias coisinhas sobre livros de horror e suspense.

Preparem-se, vem muita coisa bacana por aí.

E pra começar vai ter sorteio do livro "Amor Lobo" da Giz Editorial, autografado pela Giulia Moon e pelo Walter Tierno. 

E como faz pra ganhar? Fácil, é só seguir as regrinhas que estão lá na página do Profissão: Leitora no Facebook e pronto, é só cruzar os dedinhos.

Link para o sorteio - https://www.sorteiefb.com.br/tab/promocao/390753

Aproveita pra dar uma olhada na Minha Opinião sobre o livro e conhecer as páginas dos escritores Giulia Moon e Walter Tierno.

Lembrando que me inspirei no "Mês do Horror" do canal da Tatiana Feltrin pra fazer o "Mês das Bruxas" por aqui. 

01 setembro, 2014

De como eu zerei a vida na Bienal do Livro 2.014


A última vez que havia ido nesse evento, ele ainda era realizado no Parque do Ibirapuera (faz tempo, em meados de 1.990), então estava mega ansiosa. Não tinha interesse em compras ou agarrar todos os marca páginas que encontrasse pela frente. Meu objetivo principal era conhecer novos escritores, novos livros, editoras e reencontrar os que já conheço, em 1 palavra: TIETAR.

Com a listinha em uma na mão e a mala na outra, a "caça" começou. Consegui concentrar tudo que eu queria fazer em 2 dias: 29 e 30 de agosto.

29 - sexta-feira: a maior concentração de público era de excursões escolares, então ouviam-se apitos, gritos, profe, fessora, tio, filas, mãozinhas dadas e por aí vai. Mas essa turma começou a ir embora por volta das 4 da tarde, e quem ficou depois desse horário pode aproveitar bastante.

Nesse dia meu objetivo principal era conhecer o Maurício de Sousa. Sonho de infância. Aprendi a ler com os gibis da Turma da Mônica, uma das minhas primeiras bonecas foi a Mônica (que tenho até hoje), então a figura dele está desde sempre ligada às minhas lembranças.

Cheguei por volta das 10hs e conseguiu pegar a 1ª senha no estande da Editora On Line. O difícil foi segurar a ansiedade até às 14 hrs. Aí chega o momento, e o que faço? Caio no choro, sim criançada, a pessoa que vos fala chorou copiosamente, e tremeu, e chorou, e foi pras nuvens. Impossível descrever em palavras o que senti.

Maurício de Sousa
Depois do êxtase, fui visitar os outros estandes. Confesso que não entrei em muitos, mas apreciei todos de fora. Um que eu não conhecia e me chamou muito a atenção pela beleza, foi o da Peirópolis, até o catálogo é lindo.

Foto retirada do site Literatura de Cabeça
Catálogo de livros

Walter Tierno, Georgette Silen e Roberta Spindler foram as minhas vítimas no estande da Giz Editorial. Já me sinto em casa por lá.

Roberta Spindler, Walter Tierno e Georgette Silen

Depois foi a vez de finalmente conhecer o senhor Felipe Castilho, excelente escritor e simpaticíssimo.

Felipe Castilho

E não podia deixar de reencontrar André Vianco, desde 2.002 o acompanho e cada dia me torno mais fã.

André Vianco
30 - sábado: uau, fila, fila, fila e mais fila, muita fila, horas de fila. Chegando, fui na Panini retirar as senhas pros autógrafos do pessoal da MSP, e saí direto pra sessão de autógrafos do Eduardo Spohr, e mais 1 vez, primeirona. Apesar de ser extremamente corrido o contato, ele foi simpático e atencioso. Só pra não perder o costume, passei mais uma vez no estande da Giz Editorial,  dessa vez pra conhecer a Veridiana Maenaka e a Eliana Portella, sem esquecer de rever a querida Giulia Moon.

Eduardo Spohr

Giulia Moon, Veridiana Maenaka e Eliana Portella

Aí mal sabia eu, viriam 6 hrs de fila pela frente. Primeiro, pra mais uma vez encontrar com o autor de Valente, o Vitor Cafaggi. Valente é lindo e ele é um "fofo". Foi sair de uma fila e entrar na outra pra conhecer todos os autores das graphic novels da MSP: Danilo Beyruth, Gustavo Duarte, Vitor e Lu Cafaggi, Shiko, Eduardo Damasceno e Luís Felipe Garrocho, sem esquecer do não menos importante Sidney Gusman. Foi épico, oportunidade ímpar.

Danilo Beyruth, Gustavo Duarte, Vitor Cafaggi, Lu Cafaggi, Eduardo Damasceno, Luís Felipe Garrocho, Shiko e Sidney Gusman

Depois teve o encontro de blogueiros da Novo Conceito com os escritores Maurício Gomyde, Tammy Luciano, Lu Piras, Tammy Luciano, Cristine M., Graciela Mayrinck e Felipe Colbert.

Maurício Gomyde, Tammy Luciano, Lu Piras, Tammy Luciano, Cristine M., Graciela Mayrinck e Felipe Colbert

Mais uma volta rapidinha pra ver se ainda dava tempo pra algo mais, mas infelizmente tinha uma estrada me esperando.

Em resumo:

Preços - livros: alguns estavam com valores mais altos que os praticados em lojas físicas, mas também era possível encontrar várias promoções, tinha que garimpar. Comida: essa não tinha jeito, tava muito cara, nada que a matula feita na casa da mamãe não resolvesse. Guarda-volumes: R$ 15,00, eu achei caro, e preferi arrastar minha malinha pra lá e pra cá;
Localização - a Bienal disponibilizou ônibus gratuitos que saiam dos metrôs Tietê e Barra Funda, a fila era bem grande, mas a espera durou cerca de meia hora;
Estrutura - o Anhembi é grande, mas em vários momentos, pra não dizer que na maioria deles foi quase impossível transitar pelos corredores. O sinal de telefonia é impraticável, 3G capenga. Era cena corriqueira vez vendedores segurando maquinhas de cartão com os braços pro alto implorando por sinal. Poucos banheiros e bebedouros. Outra coisa que não gostei foram os carpetes, em vários momentos encontrei entre as emendas, pontas soltas, o q poderia causar algum tipo de incidente;
Informações - logo na entrada tinha um folheto com a programação do dia e o mapa da feira, super prático e acessível.


Vi pessoas enlouquecidas por escritores internacionais, mas também filas imensas pros escritores nacionais. Milhares, talvez milhões de leitores se espremendo em corredores estreitos, aí fica a pergunta: todos os leitores do Brasil estavam na Bienal, ou somos muito mais do que as pesquisas dizem?

24 agosto, 2014

Quando a vingança é a única escolha

Livro - Arma de Vingança
Autor - Danilo Barbosa
Editora - Literata - 205 pgs


O livro se inicia com Ana, a protagonista, nos convidando a ouvir sua história. Em poucas páginas ela faz um resumo de momentos importantes de sua vida, como o fato de ter visto seu pai falecer após uma discussão com a mãe, sua saída da cidade natal e chegada na cidade nova, onde consegue se estabelecer profissionalmente e conhece novos amigos.

Apenas a vida amorosa dela não ia muito bem. Seu último namoro a encheu de tristeza e decepção, o que fez com que se fechasse para novos relacionamentos.

Mas a vida é cheia de surpresas e reviravoltas, e um esbarrão num clube fez a de Ana mudar completamente. E o responsável por isso foi Ricardo, por quem ela viria a se apaixonar perdidamente.

A partir desse momento, nós somos levados a presenciar um conto de fadas. Ricardo é o cara perfeito, lindo, rico, educado. Mas, em certo momento, o que parecia perfeito se torna seu maior pesadelo, e é sobre esse pesadelo a história do livro, afinal "essa não é uma história de amor".

A história gira em torno do seu relacionamento com 3 homens: Rodrigo (Rambo), Ricardo e Rafael, e de como esses homens, de certa forma moldam sua personalidade no decorrer da narrativa. Existem outros personagens, mas os mesmos são pouco trabalhados, o que na minha opinião não influenciou na qualidade da obra.

O livro é narrado em 1ª pessoa, mas em certos momentos a palavra fica com outro personagem, o que na minha opinião, deixou a narrativa mais empolgante ainda, pois nos leva a conhecer visões diferentes dos mesmos acontecimentos.

A maneira como Ana e Ricardo se conhecem, em seguida ela se apaixonar perdidamente, e ele ser descrito como um homem lindo, rico, perfeito, me transmitiu um ar muito clichê que não me agradou. Mas a narrativa é extremante agradável, a maneira como os fatos ocorrem me prenderam muito a atenção. E no final esses estranhamentos do início, perderam a força.


A diagramação é muito boa, as páginas são amarelas, a capa e contracapa tem orelhas, e a ilustração, que remete a acontecimentos da narrativa, é muito bonita. Existem alguns erros de grafia no decorrer do livro, mas isso em nada prejudica a cadência de leitura ou o entendimento da história. O livro é dividido em 4 partes, que se iniciam com uma página preta e apenas o título dela em destaque. Essas partes são divididas em capítulos que se iniciam com a  ilustração da capa em PB. No rodapé das páginas, ao lado dos números, tem a ilustração de uma faca.


Algo que me chamou muito a atenção, foi o fato de o autor ter disponibilizado um final alternativo. Segundo ele este foi "desenterrado de folhas antigas e cheias de rabiscos", que sem dúvida nenhuma deve ser lido. E sim, eu tenho o meu preferido.

Tirando alguns pequenos detalhes, mas que não tiram de forma nenhuma o mérito do escritor, gostei muito da história. É uma leitura tensa, mas empolgante. É um suspense digno de ser prestigiado por todos.

Valor - o preço do livro físico é de R$ 30,00, e a opção em e-book é vendida pela Amazon e hoje (24/08/2.014) o valor é de R$ 7,11.