10 janeiro, 2017

Catarse de Maus Valores por JP Schimidt


E depois de uma pausa, bora voltar aos trabalhos.

E a gente já começa com uma novidade mega bacana. No próximo dia 13, o autor JP Schimidt vai lançar um projeto de crowdfunding no Catarse para viabilizar a publicação do seu terceiro livro o Maus Valores. O projeto inicia no dia 13/01 e terminará no dia 13/04.

SINOPSE

"Uma elfa, filha do próprio ar, capaz de voar e controlar o vento ao redor.
Um anão, descendente do povo de rocha e lava, poderoso o bastante para mover, rachar e andar sob a terra.
Um militar, culpado apenas por não ter como contar que presenciou e sobreviveu ao impossível.
Todos com poder para sair e não saem. Um deles terá sua alma corrompida e depois será tarde demais para o mundo."

RESUMO DO LIVRO EM UMA FRASE

Suspense, aventura e ação em um só livro.

TRECHO DO LIVRO

Mudaram-no de cela de novo.
O local de agora carecia de detalhamento, não pela preguiça de entendê-lo ou pela falta de luminosidade. Stanislaw sequer ligava para isso. Afinal já se passaram dois anos, talvez um pouco mais, um pouco menos desde o dia de sua prisão. E sem respostas dos mensageiros enviados.
Claro que mensageiros com destino à capital do Grande Império sempre demoravam e alguns nem chegavam. Vitimados pelo terreno escolhido em sua travessia, por predadores, bandidos e principalmente pelo temeroso inverno. Só tolos viajariam na alta neve e no mundo há um bom peso deles. No fim achava justo supor que se houvesse uma resposta ocorreria em um ano:
— Mais de um ano. Esqueceram-me – disse de si para si, aliás uma prática nem tão incomum entre confinados.
Stanislaw deu um passo até a grade, forçou o rosto no frio metal para ver os monótonos corredores. Ali nem pessoas nem baratas a circular. A torre-prisão de Melarios sempre foi um local seco, áspero, estéril e desagradável. Desagradável até para os desagradáveis insetos.
Uma voz quase feminina cantava uma música de corte, fácil para a mente acompanhar e ouvi-la era como viajar para um lugar melhor. A luz enviesada do corredor anunciava que o poderoso Sol se aproximava do zênite e nesse momento bem possivelmente os oficiais na capital; aqueles que o esqueceram; ou que sequer tiveram conhecimento de seu destino estariam neste momento mais interessados nos assuntos da cozinha, nos cozidos de gansos com mel, nas ovas de esturjão branco. No sabor amadeirado duma safra qualquer dos vinhedos de Alexandre.
O olhar de Stan mergulhou ao chão assim que a luz da janela se extinguiu. Ela ficava oblíqua ao meio-dia voltando só depois para os prisioneiros da ala oeste, assim desse modo já era a ‘noite-leste’ por isto resolveu dormir, já que pouco sentido tinha em acompanhar os padrões do mundo lá fora. Entretanto, em meio à noite-leste ou talvez em plena noite verdadeira os carcereiros apareceram agrilhoaram seus pulsos a uma grande e pesada rosca de pedra e o obrigaram a carregar para fora de sua cela.
Os covardes socaram em sua cabeça um saco de estopa velha fedendo a amônia. A estopa roçava o rosto e coçava constantemente. O fedor puxava suas tripas do meio para frente, contudo, deixar náusea virar vômito o faria sufocar antes do fim. Os pulsos agrilhoados impediam que se desvencilhasse do sufocante saco. Stanislaw Hanverovich jamais será do tipo que se rende, no entanto depois da visita da soldada July, a alimentação tornou-se rala sôfrega e a falta de espaço para exercitar as pernas produzia um andar vacilante, sem um sadio equilíbrio.
Durante sua estada na prisão trocaram-no de cela por várias vezes, mas nunca antes o fizeram subir e descer degraus. Agora enquanto o levavam, o fizeram andar por minutos, quartos de horas inteiros. “Enfim o julgamento”, pensou. De alguma forma mesmo sem vê-los, o asco nos homens que o conduziam vibrava amargo em seus ossos.
Inexistiam gentilezas tampouco vilezas, é claro. Já que as torcidas de pulso, tapas, chutes e empurrões serviam apenas para manter o cativo em desequilíbrio, fazer sua mente vaguear e suprimir qualquer esperança de fuga exatamente por essa quebra de foco. Aprendeu isso na guarda e ensinou isso a seus comandados. A esperança durante estes dois anos ou pouco menos sempre foi frágil e moribunda. Mas agora findava. A morte pelo menos poria um fim ao desconforto e agonia da espera.
(Trecho do capítulo: O julgamento, tempo atual)

DETALHES TÉCNICOS

A obra Maus Valores possuirá cerca de 380 páginas (diagramação em andamento).
Formato: 14x21cm
Editora: Independente

PÚBLICO-ALVO

Teen e Young Adult. Todos consumidores do mercado Geek, Nerd, RPG e Otaku. Sendo 60% deles do sexo masculino.

RESUMO BIOGRÁFICO: UM POUCO DO AUTOR


Meu nome é Jefferson e uso a alcunha literária de JP Schimidt.
Moro na Zona Norte de São Paulo com minha esposa e meu alter ego chamado Jeff. Este maluco corta sushi de mãos nuas e escreve sandices em meio a meus textos os quais vivo a editar.
Tenho 46 anos, sou escritor, roteirista de quadrinhos, escultor, desenhista, jogador/mestre de RPG, Sayadin-Kriptoniano nível 3 e escrevo desde quando minha mãe esqueceu uma caneta entre eu e a parede. Claro que a primeira crítica veio com uma surra bem doída, porém, não parei mais.
Sou o tipo de escritor que adora um suspense e uma boa cena de ação, mas confesso que o cão do humor está sempre mordendo minhas canelas.
Embora como autor publicado eu tenha uma história relativamente curta, escrevo com afinco desde 1990. Porém, naquela época era de modo leviano; sem compromisso com o ato de publicar.
Contudo, entre 2012 e 2014 tudo isto mudou, pois foi quando resolvi explorar os limites de minha escrita e agigantar meu conhecimento literário. Então enfiei-me em diversos cursos online e algumas oficinas de escrita criativa e em 2014 fui premiado como um dos finalistas do 4° Concurso Microcontos de humor de Piracicaba.
Estimulado pela premiação e amigos escritores passei a estudar o mercado literário e entendi que eu deveria criar expectativa e público-leitor, portanto, ofereci alguns capítulos do Guardiões do pecado (um livro inspirado em dez anos de minhas campanhas medievais de RPG) como ‘iscas literárias’ no Wattpad e Widbook. Neste último, a obra ficou por quatro meses no TOP10 dos mais curtidos na categoria Ação e aventura.
Apesar do excelente e inesperado resultado decidi criar uma página do livro no facebook para analisar qual tipo de público a obra estava capturando aí comecei a receber vir curtidas de fora do Brasil, inclusive dos lugares mais inusitados. Com a página aberta passei a interagir mais ativamente nos grupos de literatura, RPG e Anime.
Diante da pressão/motivação dos leitores online cativados e dos grupos já citados iniciei um projeto de Crowdfunding no Catarse em março de 2015 para poder captar verba para a publicação.
O projeto deu tão certo que alcançou 101% da meta atingida e viabilizou os custos com uma nova revisão, a diagramação do livro, do e-book e sua tradução para o inglês.
Com a 1° tiragem em mãos fui ‘caçar leitores’. Ou seja, fui atrás dos eventos que meu público frequentava e como autor participei de diversos deles tanto em São Paulo-capital como na região metropolitana, litoral e interior.

PARTICIPAÇÃO EM EVENTOS


Apenas nestes eventos obtive a venda direta de mais de 800 exemplares.

INSPIRAÇÕES E A ORIGEM DO PRIMEIRO LIVRO


Guardiões do Pecado como já disse foi inspirado em dez anos de minhas campanhas medievais de RPG. Mas do que ele fala? De cara, o livro apresenta um cenário medieval cheio de medo frente ao desconhecido, medo do perigo intangível, mas em suma, o livro discute a necessidade de enfrentar seus problemas e dificuldades. E isto é feito com a união de indivíduos de mundos, realidades e personalidades bem diferentes e por vezes conflitantes em prol de um bem maior.
Talvez por isto ele tenha sido tão bem recepcionado pelo público Teen e Young adult.
Aliás, foi o feedback de “GDP” (Guardiões do pecado) que deu oportunidade a este novo livro.
Oportunidade não! Rsrs... Exigência dos leitores.
E juro pra ti que uma parte de mim digita este parágrafo com orgulho e a outra com aquela timidez que questiona o quanto este ‘meu eu’ se sente kkkk. Três vivas ao rei da cocada diet!
Brincadeiras à parte, uma coisa que se deve dizer e deixar bem claro é que Maus valores não é uma continuação do livro anterior.
Ao invés disso, há uma ampliação do cenário, pois resgato três personagens daquela história: a elfa, o anão e o Pequenino. A ideia foi contar um pouco mais de cada um deles e responder as perguntas e curiosidades vindas dos leitores de GDP.
O que se pode esperar deste novo livro? Neste entramos numa nova vereda. Os personagens encontram-se presos em uma cidade xenófoba maluca por seus próprios princípios e ritos. Regida por um governo hipócrita, corrupto e mortal. Na prisão, uma mera faca improvisada pode dar fim ao mais poderoso dos inumanos. Dentro ou fora da torre-prisão de Melarios a garantia de sobrevida é a mesma... Nenhuma!

Posso ler MV (Maus Valores) primeiro e depois ler o GDP? Claro!
E se eu ler GDP e depois MV? Ora... encontrará certos bônus (pequenos easter eggs) entre eles ;)
Cabe ressaltar que não são os típicos livros-jogo. São romances. Porém, quem já jogou o chamado ‘RPG de mesa’ torna-se nítida a ideia da experiência do jogo; do crescimento dos personagens; dos 'erros e acertos críticos'; do ganho gradual de poderes; da problemática da responsabilidade.

FINALIZANDO...
Agora vamos àquela pergunta vital. Se você leu até aqui que tal pensar em MAUS VALORES? Pode me ajudar na divulgação?
O projeto começa no dia 13/1 e termina em 14/3. Serão 60 dias corridos e preciso muito de sua ajuda na divulgação.

CONTATOS


TODOS OS LIVROS DO AUTOR

2015 – Guardiões do Pecado (compra disponível direto com o autor);
2016 E-book - O Adereço da Estranha Árvore (através do link);
Maio de 2017 – Entrega do livro Maus Valores aos colaboradores do Catarse (com festa de lançamento em SP-Capital);
Dezembro de 2017 – HQ de histórias pregressas dos personagens de GDP (em andamento).



07 novembro, 2016

Orfanato da Srta. Peregrine para Crianças Peculiares por Ransom Riggs


Orfanato da Srta. Peregrine para Crianças Peculiares por Ransom Riggs
Tradução Edmundo Barreiro e Marcia Blasques
Leya  - 335 pgs

Lançado em 2012 pela Editora Leya, o livro em formato brochura nos traz uma história fantástica, contendo fotografias antigas que o escritor Ransom Riggs adquiriu ao longo de anos através de colecionadores, mercados de pulgas, feiras de antiguidades entre outros.

Muito bem escrito e de fácil leitura, o livro me conquistou desde as suas primeiras páginas, um romance leve e divertido que faz você viajar a lugares inimagináveis e cheio de mistérios e criaturas excêntricas.

Vamos ao conto!

Jacob Jackson é um garoto comum, vindo de uma família abastada e dona de pequenos comércios dos quais Jacob não mostra muito interesse em participar. Garoto tranquilo, com poucas amizades, via em seu avô, Abraham Portman - um sobrevivente polonês da Grande Guerra - um contador de histórias fantásticas e fascinantes que na maioria das vezes beirava a loucura e o extraordinário.

Dentre todas essas histórias, as que mais fascinavam Jacob eram os relatos sobre uma ilha e um orfanato onde seu avô havia crescido desde que foi obrigado a se separar de seus pais. Segundo vovô Portman, a separação se deu pelo fato de eles estarem sendo perseguidos por monstros, “a Polônia simplesmente estava infestada deles”. Todas estas histórias fazem de Jacob, aos seis anos de idade, um pequeno explorador, passando horas e horas debruçado em mapas, fotos e mistérios a serem desvendados junto ao seu avô. Porém, ao chegar à adolescência, Jacob começa a entender que as histórias tão fantásticas; contadas por seu avô, são apenas fantasias de um velho que gostava de divertir seu pequeno neto.


Até o um dia em que Jacob presencia a morte de seu avô por um dos monstros relatados com detalhes por Abe Portman. Uma aparição sinistra de um ser aparentemente humano, com a diferença de ter em sua boca vários tentáculos gigantes e horripilantes. Jacob então conta sua versão do ocorrido aos seus familiares e policias que investigam o caso inesperado e misterioso. Lógico que ninguém acredita na versão relatada e ele é levado a fazer acompanhamento psiquiátrico, pois todos acreditam que Jacob está sofrendo de um choque traumático devido à perda do avô, tão importante em sua infância.

Passa-se os dias e Jacob encontra nas coisas do avô uma carta estranha e saudosista enviada por uma pessoa de nome Alma Peregrine, onde ela pede que Abraham Portman volte à ilha, pois todos no orfanato sentem muitas saudades dele, levando-o a crer que as histórias de Abe podem ter um fundo de verdade. A carta enviada da costa do País de Gales intriga Jacob e o leva a ter um novo objetivo: descobrir a verdade escondida nas histórias de vovô Portman. 

Em suas consultas, Jacob relata ao Dr. Golan seu novo achado e todas as histórias ouvidas em seus pesadelos constantes com as criaturas vistas nas fotografias e com as últimas palavras ditas por seu avô: “Encontre o pássaro! Encontre a fenda! Yacob, por que você não entende, seu yutzi idiota?”. Tendo a “permissão” de Dr. Golan, Jacob e seu pai, amante e estudioso de pássaros, partem em viagem para a misteriosa ilha do País de Gales em busca de verdades. Chegando ao país, pai e filho hospedam-se em um velho Hostel chamado “Buraco do Padre”, único lugar na ilha que oferece algum tipo de conforto, se é que assim podemos dizer.


Então Jacob parte à procura da ilha, sendo visto com maus olhos pelos moradores da cidade, pois ninguém entende o seu interesse por um lugar que foi devastado por uma bomba enviada pelos alemães na Segunda Guerra. Em uma tarde chuvosa, Jacob se perde e encontra Emma, uma menina linda e apaixonante que, apesar de desconfiada, leva Jacob à tal ilha, um lugar mágico e encantador. Jacob então descobre que todas as histórias ouvidas em sua infância eram de fato verdadeiras! 

Conhece então a misteriosa Alma Peregrine, uma das muitas “Ymbrynes”, encarregadas de zelar pelas crianças peculiares e que possuem o poder de se transformar em ave. Essas crianças são: Emma Bloom, a menina que produz fogo, Bronwyn Bruntley, a garota mais forte do universo, Millard Nullinggs, o menino invisível, Olive Abroholos, a que levita, Horance Somnusson, o que vê o futuro, Enoch O’Connor, que dá vida aos mortos, Hung Apiston, o menino das abelhas, Claire Densmore, a caçula e que possui uma boca na parte detrás da cabeça e Fiona Frauenfeld, a que faz as plantas crescerem.

Jacob então passa a interagir com essas crianças e aprender mais sobre a ilha, as fendas atemporais, os poderes das crianças e de Alma Peregrine, que além de conseguir se transformar em ave, também pode manipular o tempo. Tempo esse que parou no dia 03 de setembro de 1940, quando o lugar foi bombardeado pelos nazistas. Então para os moradores da ilha, o tempo não volta e nem avança, é sempre a mesma data, sendo assim, ninguém envelhece, permanecendo criança para sempre, salvo se atravessarem as fendas temporais e viajarem para os nossos dias.


Mas como em todos os contos, temos os dois extremos, o bem e o mal. Aqui, Riggs nos traz os Etéreos, ex-peculiares, que são serem monstruosos e cadavéricos, sedentos por almas peculiares e que possuem língua em foram de tentáculos. Invisíveis para a maioria, salvo por aqueles que detém o poder de sentir a sua presença., assim como vovô Portman e Jacob. Também temos os Acólitos, seres habilidosos e manipuladores, comandados pelos Etéreos. Apresentam aparência semelhante à dos humanos, porém sem as pupilas, tendo assim os olhos totalmente brancos.

Criaturas que por muito tempo consumiram almas de peculiares e hoje têm como objetivo principal persegui-los e apreender as Ymbrynes para colocar em prática um plano grotesco e diabólico.
Daí começa as aventuras de Jacob e os peculiares. 

Uma história linda e fantástica onde nos deparamos com o medo, com o sinistro e também com aosignificado da verdadeira amizade e o nascimento do amor. 

Minha opinião final; um livro que deve ser lido por todos, sem exceção, pois é um conto que nos leva a um mundo de fantasia, aventuras e descobertas sensacionais, nos fazendo acreditar novamente que tudo é possível. Também não posso deixar de citar que o livro teve adaptação para o cinema pelas mãos do maravilhoso Tim Burton, o lançamento ocorreu no dia 29 de setembro e vale a pena conferir!



31 outubro, 2016

Mês das Bruxas Ano III - O Estranho Mundo de Jack por Tim Burton


No início do ano, o MIS - Museu da Imagem e do Som em São Paulo, recebeu a mostra O Mundo de Tim Burton. E como não poderia deixar de ser, após apreciar a exposição fui às compras. E pra minha surpresa tinha livros. Ueba! E o que ganhou um espacinho na estante foi O Estranho Mundo de Jack. publicado pela Editora Cobogó, com tradução de Lucas Viriato. 


O Estranho Mundo de Jack apresenta a história criada pelo cineasta Tim Burton que narra as desventuras de Jack Esqueleto, o mestre do Halloween que um dia, entediado em sua Terra das Bruxas e cansado da rotina de sustos e assombrações, depara-se com três grandes portas talhadas em árvores numa floresta. Ao abrir uma delas, cai na Cidade do Natal, onde Papai Noel vive e constrói seus presentes. Deslumbrado, Jack coleta alguns objetos natalinos para provar aos habitantes de seu estranho mundo que ali estivera. De volta a sua mórbida cidade, o Esquelético protagonista tem uma ideia um tanto mirabolante: sequestrar o bom velhinho e tomar o seu lugar na entrega dos presentes de Natal. O resultado da empreitada é que, em vez de deixar as crianças alegres, deixa-as, mais uma vez, apavoradas. Até que uma surpresa natalina muda o rumo da história. 


Eu comecei por essa história, acredito eu como a maioria das pessoas, pelo filme. E já digo que é um dos que mais gosto da vida. Então, quando vi o livro, nem pestanejei. E que delícia poder ler uma história que já amava. O livro é uma graça. Além da história ser deliciosamente sinistra, as ilustrações são fantásticas. 

Pra quem como eu é fã, o livro é um completo quase que essencial. Pra quem não conhece, vale e muito a aquisição. E o melhor, dá pra encaminhar os pequenos pra esse mundo sombrio, sem grandes sustos. 


Compre: Amazon | Submarino 

30 outubro, 2016

Mês das Bruxas Ano III - André Vianco na Bienal do Livro 2016

E uma das novidades desse ano foi o anúncio da Editora Aleph, sobre os relançamentos do livros do André Vianco. Não é novidade nenhuma pra quem acompanha o blog há um tempinho que sou super fã do moço, e o acompanho praticamente desde o início. 

Foto - Reprodução/André Vianco

A Aleph é sem dúvida, uma das editoras que mais gosto. Além de títulos fantásticos a qualidade gráfica é impecável. Então, quando soube da notícia, fiquei muito empolgada. O lançamento foi marcado pra Bienal, e como não podia deixar de ser, eu estava lá marcando presença.


Apesar da capa não ter me agradado totalmente, tenho que admitir que o trabalho gráfico ficou muito bom.


Além de sessões de autógrafos, o autor também conversou um pouquinho com os leitores. E no vídeo abaixo tem um trechinho de uma dessas conversas.


E pra ficar melhor ainda, vai rolar um sorteio de Estrela da Manhã e O Turno da Noite - Escuridão Eterna e pra participar é mega fácil, basta seguir as regras:


  1. Curtir a página do Profissão: Leitora no Facebook;
  2. Curtir, compartilhar e comentar "PARTICIPANDO" na imagem do sorteio;
  3. O sorteio será realizado no dia 26/11/2016 utilizando o app random.org, e os comentários serão enumerados conforme a ordem cronológica;
  4. O ganhador (a) terá até 48 horas para responder a mensagem que será enviada pelo blog, caso isso não ocorra, será realizado um novo sorteio;
  5. O blog tem até 30 dias corridos para enviar o prêmio a partir do dia da resposta;
  6. O blog não se responsabiliza por extravios após o envio.
Me conta. Já conhecia o autor? Se sim, quais livros já leu? Se ainda não conhece, aproveite a dica, e bora conhecer. 

23 outubro, 2016

Mês das Bruxas Ano III - Tag Halloween Literário

Eu simplesmente adoro tags, mas faço pouquíssimas ou quase nenhuma. Aproveitei o "Mês das Bruxas" do blog e fui pesquisar sobre alguma relacionada ao tema, e encontrei a Tag Halloween Literário que o Cabine Literária criou.

Achei bem criativa e caiu como uma luva. então vamos à ela.

1 - Qual seu livro favorito de terror ou suspense?

 O Exorcista por William Peter Blatty

Eu li esse livro pela primeira vez no início da adolescência, logo após ver o filme, E posso garantir que o livro supera e muito o filme, em diversos quesitos.

Inspirado em uma matéria sobre o exorcismo de um garoto de 14 anos, o escritor publicou em 1971 a perturbadora história de Chris Macneil, uma atriz e mãe que está filmando em Georgetown e sofre com as inesperadas mudanças de comportamento de sua filha de 11 anos, Regan. Quando a ciência não consegue descobrir o que há de errado com a menina e uma nova personalidade demoníaca parece vir á tona, Chris busca a ajuda da Igreja no que parece ser um raro caso de possessão demoníaca. Cabe a Damien Karras, um padre da universidade de Georgetown, salvar a alma de Regan,enquanto tenta restabelecer sua fé, abalada desde a morte de sua mãe.


2 - Pra festa de Halloween, você precisa se fantasiar de um personagem de um livro. Qual será?

As Brumas de Avalon por Marion Zimmer Bradley

Esse é mais um dos livros que li ainda na infância, quando frequentava assiduamente a Biblioteca Pref. Prestes Maia em São Paulo. E sem nenhuma sombra de dúvida, Morgana é de longe minha personagem feminina preferida da vida. Eu não apenas queria me fantasiar, ma queria ser ela.

Em As Brumas de Avalon, Marion Zimmre Bradley reconta a lenda do rei Artur, descrevendo os seus esforços para unificar a Bretanha contra a invasão Saxônica, a partir da perspectiva das poderosas mulheres do reino de Avalon e Camelot. Mesmo aqueles que normalmente não gostam das lendas de Artur irão se encantar com as mulheres por trás do trono. Morgana e Guinevere lutam pelo poder, usando Artur para promover as suas respectivas visões de mundo. As intrigas e a política do reino de Camelot descritas na obra se passam quando o Cristianismo começa a dominar a lha-nação da Bretanha estabelecendo o conflito com s cultos pagãos. 


3 - Um personagem que não é de livro de terror, mas que você acha assustador.

Laranja Mecânica por Anthony Burguess

Alex De Large e seu grupo de drugis são assustadores, talvez mais que Jason e Freddy Krueger juntos.

Ambientado em um futuro impreciso (mas não distante), Laranja Mecânica é a perturbadora confissão autobiográfica de alex, líder de uma gangue adolescente que se reúne para cometer prversidades e atos de violência pelas ruas de uma metrópole decadente. Após uma incursão malsucedida, Alex é capturado pela polícia. Na prisão , é submetido  a uma experiência de reengenharia social desenvolvida para eliminar tendências criminosas, cjua finalidade é reeducá-lo psicológica e socialmente. Uma experiência extremamente dolorosa e tão desumana quanto a ultraviolência que o próprio Alex costumava praticar.


4 - Vampiros ou lobisomens?

Drácula por Bram Stocker

Vampiros, sempre. O primeiro livro que li  com esses personagens, foi o clássico Drácula por Bram Stoker, Foi uma estocada certa no coração, 

As histórias de vampiros, amplamente difundidas por todo mundo, provém do fabulário húngaro do século XVIII. Vampiro, de acordo com a tradição popular, é a alma aflita de um suicida, criminoso ou herege que sai de sua sepultura, em geral em forma de morcego, para beber o sangue de seres humanos. O romance gótico Drácula (1897) do autor britânico Bram Stoker, narra a história do Conde Drácula, vilão morto-vivo da Transilvânia, que se tornou o típico representante do mito vampiro. Drácula é um clássico da literatura de horror.

Compre: Amazon | Americanas | Submarino

5 - Qual o seu vampiro preferido da literatura? 


Os Sete por André Vianco

Sou apaixonada por vários, mas quando conheci Guilherme (Inverno), não sobrou mais espaço pra ninguém. 

Uma caravela portuguesa de cinco séculos é resgatada de um naufrágio no litoral brasileiro. Dentr dela, uma misteriosa caixa de prata esconde um segredo: sete cadáveres aprisionados, acusados de bruxaria. Apesar das advertências grafadas no objeto de prata, a equipe do departamento de história da Universidade Soares de Porto Alegre decide violar a caixa para estudar os corpos. Afinal, que perigo poderiam oferecer aqueles sete cadáveres? Nenhum. Mas depois que o primeiro deles acorda...

Compre: Amazon | Americanas | Submarino

6 - Qual livro de terror que você tem vontade de ler? 


Zé do Caixão - Maldito - A Biografia por André Barcinski e Ivan Finotti

O Zé é um personagem no mínimo curioso. Eu deveria sentir medo, mas sempre tive um fascínio por ele, e quantas vezes não parava tudo só pra ver as chamadas do Cine Trash e saber qual era a maldição do dia.

Ele veio ao mundo numa sexta-feira 13, em março de 1936. Quase oitenta anos depois, José Mojica Marins construiu um legado artístico incomparável em nosso país e se consagrou como um dos grande mestres do terror mundial. O público conhece sua voz gutural, as infindáveis garras que ele chama de unhas, sua barba cerrada e suas roupas, incluindo capa e cartola, sempre escuras como a noite. Mas até que ponto o Brasil reconhece toda genialidade do homem por trás do mito? Nessa obra os autores desenterram todos os segredos do passado de José Mojica, da infância humilde nos subúrbios de São Paulo até sua consagração internacional. Um dos cineastas mais produtivos do Brasil, Mojica escreveu, dirigiu, produziu e atuou em mais de trinta filmes, como os clássicos À Meia Noite Roubarei Sua Alma, Esta Noite Encarnarei No Teu Cadáver e O Despertar da Besta. Mojica aprendeu a fazer cinema sozinho, na marra, usando os recursos disponíveis e formando seus próprios técnicos e atores. Como resultado, o mundo ganhou um artista genuinamente brasileiro, que jamais precisou copiar fórmulas estrangeiras.

Compre: Amazon | Submarino

7 - Gostosuras ou travessuras? Diga um livro gostosura e um livro travessura.

Gostosura 

Camundo  por Nanuka Andrade

Eu tenho verdadeira paixão por esse livro, É daquelas leituras pra guardar num cantinho especial do coração.

Depois de fugir de um asilo de desvalidos, Camundo encontra abrigo na casa de um rico e influente ervateiro. O que poderia ser um final feliz para um menino abandonado acaba se tornando em uma infeliz sucessão de acidentes e infortúnios. Camundo não é um menino comum; é capaz de desenhar coisas terríveis, que acontecem logo em seguida: incêndios, acidentes e crimes, entre outras temeridades. O que Camundo não sabe é que desenhos assim podem despertar interesse de gente perigosa, como uma sociedade secreta, conhecida por Asseclas do Lagarto, que está disposta a tudo para trazer um segredo milenar á tona, escondido nos corredores subterrâneos da cidade.

Infelizmente esse livro está fora de catálogo no momento.

Travessura 

Bela Adormecida por Anne Rice (A. N. Roquelaure)

Pros apaixonados por livros hot, com uma pegada bem forte de BSDM, taí uma excelente dica.

A princesa condenada a dormir por 100 anos, depois de furar o dedo em uma roca de fiar enfeitiçada, se torna vítima de um segundo feitiço - seu coração e seu corpo estão sob controle do príncipe que a despertou, que a declara sua escrava sexual e a leva para a corte de sua mãe, a rainha Eleanor, um universo que mistura prazer, dor e subserviência.

Compre: Amazon

E você, conhece algum desses livros? E qual seria a sua lista?

17 outubro, 2016

Mês das Bruxas Ano III - Literatura Nacional de Terror, Horror e Suspense


É muito comum vermos listas e mais listas de melhores livros do mês, do ano, da vida. Mas você já parou pra quantos livros nacionais estão nessas listas? Não? Pois eu garanto que são poucos, e quando o assunto é terror, horror ou suspense, diminui mais ainda. 

Eu sou uma leitora de literatura nacional inveterada, amo de paixão. E confesso, que uma das coisas que mais me atrai nisso, é o fato da proximidade com os autores. 

Aí pensei: porquê não pegar os meus livros do gênero pra falar um pouquinho sobre isso? Eu tenho muitos, mas muitos mesmo. Então separei apenas alguns pra vocês conhecerem e também se aventurarem.

A Ascensão da Casa dos Mortos por Lemos Milani

Foi em Julho, durante uma viagem em família, que o verdadeiro sentimento do medo surgiu. Apenas três pessoas e uma casa mostrarão a você leitor, que o mal não escolhe situação para agir. Esqueça a realidade, apague as barreiras da lógica. Espaço e tempo não passam de mera ilusão. Por que três, dentre oito pessoas, viveram horrores inimagináveis em uma construção que jamais mostrou qualquer tipo de perturbação? Julieta, Santiago e Lindsay quiseram, acima de tudo, conhecer a resposta. Mas como viver sabendo que os acontecimentos ganhavam poder em escala vertiginosa? Até quando a máscara da inocência poderia ser propositadamente mantida? Mansão Morrigan. Uma bela edificação erguida em terras serranas, de caráter marcante, posta em um terreno cuidadosamente trabalhado. Conheça-a, penetre nos cantos mais isolados, explore cada pedaço do jardim, então você descobrirá muito mais que apenas tijolos e concreto.

Compre - Amazon

A Caixa de Natasha por Melvin Menoviks

Um estranho retrato pendurado no corredor da casa de sua avó causa um assombroso fascínio no jovem Alfredo, em "O Retrato tétrico". Duas irmãs sozinhas em casa em um dia nublado, frio e silencioso revelam um segredo que talvez devesse ter permanecido oculto para todo o sempre, em "As inocentes". A mais pura essência do medo e do terror, personificada em "Malpurga", é finalmente superada por um homem no começo da velhice - será? A Caixa de Natasha e Outras Histórias de Horror reúne 17 contos, 3 poemas e uma narrativa longa do estreante Melvin Menoviks. s histórias, originais e aterrorizantes, exploram várias facetas da ficção de horror, desde o terror psicológico sutil até o exagero escatológico de sangues e carnificinas, passando por todos os sinistros mistérios que existem entre esses dois extremos.

Compre - Amazon

A Mordida do Vampiro por Laerte Verrier 

Brian teve seu futuro escrito pelo seu próprio pai. Obrigações com os negócios da família e um casamento com alguma aristocrata qualquer estavam na lista de suas tarefas. Porém, a chegada de uma bela dama muda seu destino. O jovem rapaz deseja conhecer o lado sombrio da existência, e ela lhe mostra  caminho da morte. De repente, seu mundo é tragado, e seus olhos ganham uma nova cor... Vermelho... Sangue!


Coleção R. F.Lucchetti

R. F. Lucchetti é considerado o Mestre do Horror e pai dos pulps no Brasil. Escreveu e publicou ao todo mais de 1.500 livros (a maioria com heterônimos e pseudônimos), mais de duzentas histórias em quadrinhos (desenhadas por Nico Rosso, Julio Shimamoto, Eugênio Colonnese, Rodolfo Zalla, Edmundo Rodrigues, Sérgio M. Lima, Flávio Colin, entre outros), mais de vinte roteiros de filmes e centenas de programas de rádio e televisão. Foi roteirista de diversos filmes de José Mojica Marins (Zé do Caixão) e de Ivan Cardoso. Ganhou no Festival 

Compre - Direto com o autor


Flores Mortais por Giulia Moon 

Frágeis, obstinadas, corajosas, muitas vezes egoístas e sombrias. Cada uma das protagonistas das histórias deste livro, à sua maneira, personifica aspectos diferentes do universo feminino, com uma pequenina peculiaridade: são vampiras. As Flores Mortais que crescem nas sombras da noite. Belas, sedutoras, mas também predadoras cruéis.

Compre - Amazon

In Nomine Patris por Décio Gomes

Jullian Bergamo é um padre missionário que realiza trabalhos para a igreja católica. Mas não um padre comum. Ele é um venator: um membro da igreja especialmente treinado para caçar e eliminar demônios. Após ser transferido de sua antiga comunidade para a cidadezinha de Willinghill, Jullian depara-se com um caso singular: pessoas mortas levantando-se de suas tumbas e vagando livres pela cidade. Logo ele conhece a origem do problema: o Mormo, um terrível demônio necromante que possui cadáveres e os transforma em violentos mortos-vivos. Munido com sua fé e coragem, o jovem padre enfrentará um dos casos mais marcantes de sua trajetória como venator: eliminar o Mormo, enquanto tenta sobreviver às hordas de mortos-vivos que farão de tudo para devorar cada pedaço de sua carne.

Compre - Amazon

King Edgar Hotel antologia organizada por Lara Luft e Alfer Medeiros

Você se hospedaria em um antigo hotel onde a camareira não tem braços, o mensageiro não tem olhos e o recepcionista aparenta ter idades distintas dependendo da hora do dia? Você usaria pernoitar em um lugar cujo regulamento interno é estranhamente diferente de tudo o que você já viu? Muitos mistérios rondam o King Edgar Hotel. Fique à vontade para visitar os 21 andares deste lugar, que é a expiação dos pecados para uns, o inferno para outros e uma lembrança macabra para todos os que por ele passaram.


Lázarus por Georgette Silen

Lázarus gira em torno de Laura, uma brasileira que vai trabalhar em Bristol, na Inglaterra. Fechada para o amor desde a morte do marido e com um filha "aborrescente" para cuidar, nossa heroína descobre uma segunda chance na figura do irresistível Robert, para desespero do melhor amigo dela, o ciumento e apaixonado David. Enquanto Laura e Robert se envolvem, uma série de mortes misteriosas ocorre na cidade. E muitos segredos vêm à tona. A autora Georgette Silen, porém não se limita a contar uma love story com assassinatos ao fundo. A trama ganha fôlego após a resolução dos casos: entram em cena mais personagens, desafios e, claro, perigoso.

Compre - Amazon

 O Edifício por Susy Ramone

Enquanto a ditadura militar arrasta acusados aos seus porões, Waldemar passa por momentos difíceis ao perder sua esposa dias depois da morte de seu filho. Um jovem ganancioso encontra na situação a oportunidade perfeita para trocar seu apartamento em São Paulo pela chácara do viúvo em Tatuí, com a intenção de fundar uma igreja evangélica no local e arrecadar dinheiro aproveitando-se da fé alheia.
O castigo do falso pastor não vem do plano terreno e sim do mundo dos espíritos. Mas Waldemar, que anda na retidão e na honestidade, também passa a ser assombrado, tão logo ele se muda para São Paulo e começa a trabalhar no Edifício. Qual mensagem os mortos querem passar? Até que ponto uma pessoa deve acreditar em seu semelhante? Nem sempre as coisas acontecem como vemos.

Compre - Amazon

O Vale dos Mortos por Rodrigo de Oliveira

Cientistas descobrem um planeta vermelho em rota de colisão com a Terra. Depois de muito pânico nos quatro cantos do mundo, eles asseguram que o corpo celeste passaria a uma distância segura de nós. E todos ficam tranquilos acreditando que nada iria acontecer. Então 2/3 de todas as pessoas no Planeta caem desmaiadas, vítimas de um estranho surto... "E abriu-se o poço do abismo, de onde saíram seres como gafanhotos com poderes de escorpiões. E os homens buscarão a morte e a morte fugirá deles." -  Apocalipse 9, 2-6. E um grupo luta para sobreviver num mundo dominado pelo mal.

Compre - Amazon

Visões Noturnas por Maurício Caldeira

Uma aposta para saber se um dos integrantes de um grupo de amigos tem coragem suficiente para entrar em um cemitério à meia-noite. Um suicida que descobre, no último instante, que sua vida não é tão ruim assim. Bichos de pelúcia que ganham vida e passam a ameaçar seu dono. Uma dívida não paga e um agiota dando uma última chance ao devedor, que terá que passar por uma prova sombria. Uma antiga casa onde um bem-sucedido - porém infeliz - homem de negócios viveu sua infância, e que pode resolver todos os seus problemas. 

Compre - Amazon

Conhece algum desses livros? Tem outras dicas de Literatura Nacional de Terror, Horror ou Suspense?

11 outubro, 2016

Lendo com o Chulis #5 - As Cores do Esquisito por Sergio Biscaldi


As Cores do  Esquisito por Sergio Biscaldi
Aquário Editorial - 32 pgs

E damos uma pausa nos posts do Mês das Bruxas - Ano III pra falar de literatura infantil, afinal hoje o é Dia das Crianças. 

E nada melhor do que uma criança pra falar do assunto. Mais uma vez, meu sobrinho lindo é o responsável por essa missão.


Esta é a história de um menino. Um menino que todo mundo na escola acha estranho e ninguém quer chegar perto. Uma história da qual você também faz parte. Ou vai dizer que nunca se sentiu diferente?


Entrevista

Sergio Biscaldi é redator publicitário, roteirista e escritor.

Ter um livro publicado já era um desejo antigo, e por ter um filho pequeno acabou se envolvendo com literatura infantil. E de certa maneira, acabou "usando" o filho como cobaia pra ir testando o que daria certo ou não na obra.

A primeira ideia era a de participar de um concurso literário, no qual o prêmio era a publicação do livro. Depois de muita procura, encontrou o Renan de Oliveira e juntos começaram a desenvolver a parte de ilustração da obra. Nesse meio tempo o prazo do concurso passou, mas surgiu outra oportunidade, um edital da prefeitura de Campinas junto a Secretaria de Cultura (Fundo de Investimentos Culturais de Campinas - FICC), e foi contemplado.

Inicialmente pensou em fazer tudo de forma independente, mas ele queria que o livro chegasse nas livrarias, para assim ser encontrado pelo maior número de pessoas. Daí, procurou algumas editoras e houve uma sinergia muito grande com o pessoal da Aquário Editorial, onde o livro veio a ser publicado.

Quanto às influências para escrever o livro, ele disse que foram várias, e que nele tem um pouco de tudo isso, inclusive de cinema. E uma das principais inspirações foram Tim Burton e Família Addams,  por isso o ar meio sombrio da obra.

Como próximo projeto já tem o Minha Mão Esquerda Não é Direita, que irá contar as dificuldades de um garotinho canhoto, e um livro adulto que está em fase de ilustração. Também está desenvolvendo uma série de TV infantil, e um curta-metragem de animação que está na fase de pré-produção.

Essa entrevista foi cedida pro blog Profissão: Leitora em Agosto de 2015 durante a Jundcomics.


Onde comprar - Amazon | Direto com o autor